Como Estocar

Veja todo o processo, do início ao fim.

Para garantir a qualidade do produto, o primeiro passo é o empilhamento logo após a retirada do tijolo ecológico da máquina. Os métodos de empilhamento variam entre fabricantes de diferentes lugares do mundo, mas cada um busca a melhor forma de atender a sua necessidade em particular. Espaço físico, número de funcionários e até mesmo a quantidade produtiva diária podem determinar qual a melhor forma para fazer o empilhamento.

A seguir, mostramos algumas formas utilizadas por nossos clientes, mas lembre-se de consultar um técnico ou perito para entender qual é a mais adequada para o seu caso.

Empilhamento em palete

Aplicado pela maioria dos fabricantes, este método de empilhamento para cura e estocagem é o mais indicado, pois os tijolos em paletes não ficam em contato com o piso. A movimentação e o carregamento também são mais práticos com este método.

Obs: Depois de curados, os tijolos ecológicos podem ficar a céu aberto, ou seja, expostos ao tempo.

Empilhamento no chão

Este método é utilizado por produtores que preferem fazer o processo de cura e estocagem fora dos paletes. Permanecem em um local plano, concretado, coberto e com o mínimo de intervenções externas. Podem ser transferidos para os paletes depois de três dias (para conclusão da cura), ou permanecer no chão até o momento da entrega.
Em ambos os casos, podem ser empilhados de forma intertravada, unilateral, sobreposta ou alternada, dependendo das condições da superfície do chão ou palete, ou tipo de material utilizado. Porém, os cuidados com a sobrecarga também devem ser mantidos, pois o excesso de fiadas pode comprometer os tijolos que estiverem na parte inferior. Afinal, ao sair da máquina os tijolos encontram-se frágeis.
Rolar para cima
Open chat
Precisando de ajuda?